Home

Uma lista de coisas que já passei como mãe e que acredito todas as mães podem se identificar:

– Como mãe de menino, comecei a perceber como nunca, a presença dos tratores nas ruas. E me acostumei a parar para apreciar todos eles.

– Quando tinha bebês pequenos, o critério deixou de ser a roupa está bonita ou não. Passou a ser: Está limpa? Tem cheiro de leite? Se não, perfeito.

– Amamentando descobria que não tinha nenhuma roupa para calor com botões. E se estava amamentando, estava sempre calor, não importava a estação.

– Grande sonho: poder voltar a sair à noite novamente. E quando consigo, sonho com o momento que vou poder voltar a dormir de manhã depois de ter saído à noite.

– Dormir antes de escovar os dentes. (quem nunca?)

– Tem dia que o tempo é tão curto que preciso escolher entre passar fio dental nos dentes ou dormir mais 5 minutos. E depois falam que as mães têm cáries por falta de cálcio. É falta de tempo mesmo, doutor.

– Na gravidez: Fazendo o ultrassom, enquanto o médico fala sobre o coração, a placenta, a pressão, meus olhos fugiam do meu controle e procuravam por uma coisa: 5 dedos! O bebê tem 5 dedos em cada mão! Ufa!

– Frequentes panes no sistema. No meu caso: dentro do elevador, já pensei várias vezes “puxa vida, sai de pijama, não quero nem olhar para o espelho”. Ou “sai sem a calça, só me lembro de ter colocado a blusa”. Ou casos mais moderados “que dia é hoje da semana?” O pior dos casos: Uma vez, depois de uma sessão de amamentação interminável, levei o maior susto ao chegar na sala: “Nossa! Tem um homem aqui!” (era o meu marido no caso).

– E como nenhuma experiência na vida pode ser mais surreal do que a maternidade, em algum momento (ou em vários) você vai pegar a colher com a comida, direcionar para a boca do bebê e falar: olha o aviãozinho! Afinal os bebês já nascem sabendo que sempre que um avião se aproxima, devemos abrir a boca. Quem inventou isso é a mãe das mães.

– Segunda-feira depois de um final de semana intensivo com as crianças, bate um cansaço difícil de explicar para quem não tem filho. Outro dia fiquei tão cansada, mas tão cansada que, no fundo do poço energético vi um pernilongo aterrizando no meu braço. Tentei reagir, mas não consegui. E pensei: ah, deixa pra lá.

Ainda bem que Deus é pai, porque se fosse mãe, entre tanta coisa para fazer e TPM, iam haver muito mais trovões no céu.

E tudo isso vale a pena quando você recebe um olhar de amor daquele banguelo e ouve no meio do supermercado “mamãe” pela primeira vez.

Ou quando mais crescidinhos, diálogos como este acontecem:

João: Mãe, queria que você trabalhasse na minha escola.

Eu: Mas filho, quando você está na escola é a única hora que você está longe de mim. Se eu ficar na escola também, você vai enjoar de mim.

João: (risada) Eu? Enjoar de você? Ai mãe, tem horas que você é engraçada.

Como não amá-los?

Por Cris Leão

3 pensamentos em “Coisas que só uma mãe sabe

  1. AH Cris….babando nos seus textos…..na sua capacidade de transformar tanto amor em palavras….pense eum escrever um livro querida, vc nem sonha a paz que esta me proporcionando, e olha que meus filhos ja sao crescidos rsrsrsr 19 e 9 anos…muitos beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s