Home

Tomar a vida nas próprias mãos é o título de um dos livros da Antroposofia, mas também é o que acontece quando viramos mães e pais. Até então, deu para deixar um monte de coisa pra lá, como diz nosso filósofo Zeca Pagodinho, deu pra deixar a vida te levar. Mas com filhos tudo muda de figura. Seja para decidir que filho não vai mudar sua vida (a terceirização dos pequenos), seja para decidir que agora sim você vai voltar a ser criança e sua mãe vai voltar a cuidar não só de você, mas do seu filho também, ou seja para mudar completamente de vida para assumir essa nova etapa. Seja lá o que for, nenhum momento da vida cobra mais que você assuma alguma coisa do que esse.

Tem gente que assume e vira quase uma Alice, vai indo e mergulhando de cabeça em cada aventura que a vida nova tem para dar. Tem gente que fica bem racional e faz uma espécie de matemática com as bandejas pra ver quantas consegue segurar ao mesmo tempo, sem deixar nenhuma cair. De todo jeito, uma coisa é certa: (como já dizia a sua avó) Dormir, dormir mesmo, você não dorme mais depois de ter filhos.

Pois mesmo sem dormir direito, de cabelo em pé (ou acordando mais cedo ainda pra abaixar o cabelo) tem uma mulherada dando um duro danado para ser uma boa mãe. E o mesmo digo de pais. Tenho certeza de que para cada madame sem graça que passeia com a babá a tiracolo no shopping, tem pelo menos umas 10 mães que se reinventaram, que tiram a força sabe lá Deus de onde para (contra todos os comentários e críticas) fazerem o que elas acham ser o melhor para os filhos.

Para vocês, mães e pais que não só tiveram filhos mas decidiram criar os filhos, eu dediquei as últimas 12 semanas fazendo os posts Uma Mãe Lava a Outra. Eu sei que parece ser uma sopa de minhoca (uma moleza), mas me foram aqui várias horas de trabalho. Nada comparado com o que vocês fazem. Como diz o mestre Gandhi:

Se queremos alcançar neste mundo a verdadeira paz e se temos de levar a cabo uma verdadeira guerra contra a guerra, teremos de começar pelas crianças; e não será necessário lutar se permitirmos que cresçam com a sua inocência natural; não teremos de transmitir resoluções insubstanciais e infrutíferas, mas iremos do amor para o amor e da paz para a paz, até que finalmente todos os cantos do mundo fiquem cobertos por essa paz e por esse amor pelo qual, consciente ou inconscientemente, o mundo inteiro clama. 

Que assim seja!

Agora quero convidá-los a saborear o último capítulo da série Uma Mãe Lava a Outra. Conheça, compartilhe e se inspire com a história da Denise Niz:

Denise antes que eles crescam

Quando nasceu minha primeira filha trabalhava muitas horas por dia, dormia mal e brigava com o tempo para conseguir colocar a leitura em dia ou ver a chuva com aquele cheiro bom de terra molhada da minha infância. Daí chegou aquela menininha com outro tempo, cheio de silêncios, suspiros, descobertas e um par de olhos enormes à espera do mundo. Não quis perder nenhum segundo longe daquele olhar curioso e foi assim que nasceu a Polar Studio. Inicialmente éramos uma assessoria de imprensa com foco em moda. Com o tempo, ampliamos nosso escopo e deixamos de assessorar clientes para pensar em outros projetos mais consistentes e duradouros. A palavra “estúdio” carrega um pouco do nosso olhar: de estudar, pesquisar, criar novas rotas, se aprofundar e entender todas as nuances das marcas, algo que só o tempo permite. E só funciona quando se está longe do ritmo das grandes agências de propaganda, onde a urgência é a regra. Depois de algum tempo, meu marido se transformou em sócio, deixando a velocidade das agências para se dedicar a Polar. O tempo fez mais uma curva e chegou outro filho. Com ele, mais mudanças: de escritório, colaboradores e uma reafirmação por fazer projetos com alma, pulsantes, autênticos e atemporais, resistentes aos modismos e resistentes a todas as tendências instantâneas. Optamos por trabalhar com quem quisesse contar histórias bonitas e ajudamos a transformar definitivamente alguns dos clientes. Assumimos o papel de consultores quando mudamos o nome e criamos um novo posicionamento para quem não se reconhece em seus próprios projetos. Atualmente temos clientes de todos os tamanhos, pequenos e grandes, de moda adulta e infantil, saúde, educação, cultura e navegamos por assuntos que nos interessam e estimulam. As entregas são feitas em formatos diversos, de acordo com a necessidade de cada um que nos procura e pode ser desde um site, brand content, produção, criação e direção de arte para catálogos de moda, revistas, vídeo, exposição, livro, enfim, as plataformas se multiplicam e somam para contar histórias, traçar novas rotas e direcionar quem busca uma comunicação feita sob medida.

Alguns exemplos de trabalhos:

Livro Polar antes que eles crescam

polar 2 antes que eles crescam

polar antes que eles crescam

Para ver mais trabalhos e entrar em contato com a Polar Studio, entra na página do Facebook, aqui.

 

E assim, terminam os posts da série Uma Mãe Lava a Outra. Mas existe uma seção na home que leva esse mesmo nome e lá estão todos os contatos de quem enviou sua história. Se você ainda quiser enviar, prometo que coloco seu contato lá. É só mandar um email para antesqueelescrescam@gmail.com. E se você quiser ajudar a história dessas mães a seguir em frente, sempre que for contratar um serviço ou comprar um produto, entra primeiro ali na nossa seção Uma Mãe Lava a Outra e veja se uma mãe não pode fazer o que você precisa. É melhor do que continuarmos sempre a dar dinheiro para aqueles que já têm muito. Além do quê, como é bom comprar com uma boa causa por trás, não acha?

Espero que de fato essas mães tenham sucesso em seus negócios e consigam estar presentes na criação dos filhos. Pelo futuro de todos nós, pela paz.

Cris Leão

5 pensamentos em “Um viva para as mães que decidem criar seus filhos

  1. Parabéns Cris Leão! Deixei um dos trabalhos até os 2 anos do meu filho e está valendo a pena!! Hoje ele está com 3 anos e meio e colho os frutos até hoje. quando ele fez 2 aninhos fui convidada para realizar uma super missão e o entendimento dele é super bacana! Os depoimentos são incentivadores! Quando decidimos algo na “contramão da sociedade” precisamos de apoio porque são poucos que concordam!!!

  2. Simplesmente ADORO seus textos Cris Leão…E os da Fabi tb!!! Muito inspiradores…Desde que descobri vcs, não fico mais sem “Antes que eles cresçam”. Obrigada por fazer tanta diferença na vida destes seres tão complexos: as mães! Beijos grandes!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s