Home

O mundo precisa de seres humanos melhores, precisa de mais gentileza. A gente sabe disso. Mas quanto será que estamos nos esforçando para ser essa pessoa que a gente queria ver no mundo? É difícil, eu sei. Tanta conta para pagar, tanta pressão e ainda tem que ser legal? Parece um obstáculo a mais para saltar na corrida que já está cheia deles. Mas na verdade, ser legal pode ser o que faz com que os outros obstáculos não fiquem tão altos de se alcançar.

Quarta feira da semana passada, a artista, poeta, escritora e ativista pela igualdade racial Maya Angelou subiu para o céu. Eu sei que ela é pouco conhecida no Brasil. E por isso resolvi dividir aqui algumas das suas palavras, para inspirar coisa boa.

Um pouquinho (bem pouquinho) da história dela:

Angelou, que foi convidada a ler poemas em duas tomadas de posse presidenciais – em 1993, com Bill Clinton, e de novo em 2009, com Barack Obama –, foi uma das escritoras negras mais lidas nos Estados Unidos. 

Na obra literária (quase sempre autobiográfica), ela se lembra de que, quando tinha apenas sete anos de idade, foi estuprada pelo namorado da mãe. O homem acabou sendo morto pelos tios de Maya, que se sentiu responsável pelo desfecho do episódio e passou os próximos cinco anos sem falar qualquer palavra. Mas, como performer, e finalmente como escritora, poeta, Maya Angelou encontrou a sua voz própria.

Admirada por diversos músicos, Maya leu um poema chamado “We had him” no funeral de Michael Jackson, em 2009. Ela também influenciou cantores como Steven Tyler, Fiona Apple e Kanye West. A apresentadora Oprah Winfrey considerava Maya sua mentora.

Quer saber como ser legal? Ela dá a dica: perdoar, parar de reclamar, colocar a mão na massa, amar (o outro e a si mesmo) e tentar sempre ser o arco íris nas nuvens de alguém.

E aqui vão alguns textos – na minha humilde tradução. (É muito difícil traduzir palavras que não são literais. Espero não ter corrompido muito o significado.)

maya angelou antes que eles crescam

“Eu aprendi que as pessoas vão esquecer o que você falou, vão esquecer o que você fez, mas elas nunca vão esquecer como você as fez sentir.”

“Você pode não controlar todos os acontecimentos que ocorrem na sua vida, mas você pode decidir não ser reduzido por eles.”

Fala dela nesse vídeo: “Existe uma música africana do século XIX que diz: “Quando parece que o sol não vai mais brilhar, Deus coloca um arco íris nas nuvens.” Eu tive tantos arco íris nas minhas nuvens. Porque sim, eu tive muitas nuvens. Mas eu tenho recebido tantos arco íris. E uma das coisas que eu faço, quando eu subo num palco, quando eu vou fazer uma tradução, quando eu vou dar aula, quando eu vou dirigir um filme, eu trago junto todo mundo que um dia foi gentil comigo. Preto, branco, asiático, hispano, americano, gay, hétero, todo mundo. Eu falo, venham comigo eu vou subir num palco, eu preciso de vocês agora. Você vê? Eu nunca sinto que não tenho ajuda. Eu tenho arco íris nas minhas nuvens. E o que me parece que temos que fazer é se preparar para poder ser o arco íris nas nuvens de outras pessoas. Alguém que talvez não pareça com você. Talvez não chame Deus com o mesmo nome que você chama Deus. Se é que ele chama Deus. Entende? Eu talvez não prepare minhas refeições do jeito que você prepara as suas. Ou não dance como você dança. Ou não fale a sua língua. (…) Ser a benção na vida de uma pessoa. É isso que eu penso.”

Outro vídeo: “Sempre que vou fazer alguma coisa lembro da minha avô dizendo: Você sabe o que está certo, então faça o certo. Você não precisa perguntar a ninguém. A verdade é, o certo talvez não te dê nenhum lucro, mas satisfaz a sua alma. Te traz o tipo de proteção que coisas não podem te dar, tente ser tudo que você conseguir ser, ser o melhor ser humano que você puder ser. Tente ser assim na sua igreja, no seu templo, na sua sala de aula, faça porque é o certo a se fazer. As pessoas vão te conhecer. E elas vão acrescentar o seu nome nas suas orações. Vão te desejar bem. Eu acho que se o seu nome é Michael e as pessoas falam, ai meu Deus… Você está fazendo alguma coisa errada. Mas se o seu nome é Michael e as pessoas falam: oh, ele é tão doce, tão gentil, oh Deus o abençoe. Viu? Então tente viver a sua vida de uma forma que você não se arrependa.

Agarre essa batalha. Ela é sua. Essa é a sua vida, o seu mundo. Você faz suas próprias escolhas. Você pode decidir, a vida não vale a pena. E isso vai ser a pior coisa que você vai fazer. Como você sabe? Tente, veja, agarre essa batalha e tente deixar esse mundo melhor. Só onde você está. Sim, e pode ser melhor, e precisa ser melhor. Mas depende de nós.”

Poema: Still I Rise

Eu ainda levanto

Você pode maldizer a minha história

Com suas amargas, mentiras torcidas,

Você pode me tratar da maneira mais suja

Mas ainda, como a poeira, eu vou levantar.

 

O meu atrevimento te aborreceu?

Por que você está cercado de escuridão?

Porque eu ando como se tivesse poços de petróleo

Bombeamento na minha sala de estar.

 

Assim como as luas e como os sóis,

Com a certeza de marés,

Assim como esperanças saltando alto,

Eu ainda eu levanto.

 

Você queria me ver quebrada?

Cabeça baixa e olhos baixos?

Ombros caindo como lágrimas.

Enfraquecido por meus gritos da alma.

 

A minha altivez te escandaliza?

Não seja assim tão duro

Porque eu rio como se eu tivesse minas de ouro

Cavadas em meu próprio quintal.

 

Você pode atirar em mim com suas palavras,

Você pode me cortar com os olhos,

Você pode me matar com o seu ódio,

Mas ainda, como o ar, eu vou levantar.

 

A minha sensualidade te aborrece?

Ela vem como uma surpresa

Que eu danço como se tivesse diamantes

No encontro das minhas coxas?

 

Fora das cabanas de vergonha da história

Eu levanto

Acima de um passado que está enraizado na dor

Eu levanto

Sou um oceano negro, vasto e largo,

Rodando e rodopiando eu carrego a maré.

Deixando para trás noites de terror e medo

Eu levanto

Em uma madrugada que é maravilhosamente clara

Eu levanto

Trazendo os presentes que meus ancestrais me deram,

Eu sou o sonho e a esperança do escravo.

Eu levanto

Eu levanto

Eu levanto.

Mesmo que seu inglês não seja muito bom para entender, recomendo dar uma olhadinha nos vídeos que coloquei como links. Em alguns momentos, deixa de ser inglês e fica poemês.

Cris Leão

11 pensamentos em “Palavras que inspiram

  1. Lindo! Não a conhecia, adorei! Trabalho com atendimento ao público e sei o quanto é difícil algumas vezes ser bom com quem chega de mau humor, irritado. Mas devemos lembrar sempre que aquela pessoa tem seus problemas, suas dores e se temos a capacidade de pensar assim, devemos tratar tudo e todos com alegria, fazer o certo! O mundo precisa de mais pessoas como Maya!

    • Ai Ana, trabalhando com atendimento ao público acho que seria útil usar a frase (desconheço o autor): Todo mundo traz alegria aqui, alguns quando chegam, outros quando vão embora. : ) Mas sim, como vc disse, acredito que todo mundo está travando uma guerra da qual não temos nem ideia. Por isso é tão importante o respeito – fazer o certo! Beijo!

  2. Nossa Cris… assim… sem palavras… tive um dia tão ruim ontem… esse texto é lindo, a história dela tb… é um exercício… de transformação interior… vou tentar… estou tentando… bjus

  3. Acho que estamos conectadas, queridas. : ) Fico feliz que tenham gostado, Lara, Renata, Ceci e Muca. beijo!

  4. Estou na fase de que o certo talvez não me de lucro, mas satisfaz a minha alma, e isso que vale para mim atualmente. Nunca me senti tão plena e certa de que esse é o caminho a ser percorrido.

  5. Pingback: A ESCOLHA DO AMOR PRÓPRIO: -

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s