Home

Estamos de volta a Miami! Muito bom voltar para casa depois de quase 2 meses fora.

Nessas férias, vi muitas cenas de crianças mal educadas, autoritárias onde fica claro que a falta de presença de um adulto responsável em educar – normalmente substituído por um adulto com a função de agradar – está formando pessoinhas mimadas, chatas e sem um pingo de noção de limite e consequentemente de viver em sociedade. Preocupante. Mas o que a gente ganha em preocupar? Só perde. Por isso eu queria dividir com vocês o meu primeiro sábado em Miami. E isso não é uma competição Miami x São Paulo. Não. Quem me conhece sabe que não. E se você não me conhece, já fique sabendo. Quero só dividir o vivido, que por isso, não é inventado.

No meu primeiro sábado em Miami (anteontem), eu fui fazer faxina na escola. É verdade, um saco. Escola particular e ainda tem que ir lá fazer faxina? Um calor de mais de 35 graus, depois de uma semana inteira tentando me encontrar de novo na casa, organizando a vida das crianças e a minha. E lá vou eu com minha garrafinha de água e vestida com uma roupa que deveria ser proibida para maiores de 35 anos. Chego lá e depois de limpar umas 10 janelas imundas, eu começo a olhar para o lado e reparar as pessoas. Tentar enxergar o que está acontecendo ali naquele momento. Vejo um americano, pessoa bem sucedida e cá entre nós, bem bonito, carregando um carrinho de mão cheio de esterco, plantas e terra. Eu cumprimento e ele conversando começa o seu trabalho sem titubeio. Quem vê pensa que ele tem experiência de fazer isso a vida inteira. Ai lembro, ele tem. Porque é assim que as pessoas são criadas nos Estados Unidos. Mão na massa. Sem esse mimimi de “eu, fazer isso?”, “puxa, a empregada não veio?”. Não, a empregada não veio porque não tem empregada. Pois ele pingava de suor enquanto contava o trabalho que estão tendo com o filho que quebrou a perna e é um menino super ativo, então decidiram ensinar música para ele. E ele estava colocando toda a energia nas cordas da guitarra. Do meu outro lado, uma mãe que é atriz famosa, tão mal vestida quanto eu, passava pano naquele chão há um mês sem limpar enquanto ria contando as aventuras dos filhos nas férias. E sabe onde eles viveram essas aventuras? Em um parque ecológico onde funciona um voluntariado para atender crianças especiais. A ideia é que crianças com desenvolvimento normal brinquem com elas e isso as ajude a desenvolver. Mas como disse essa mãe, os filhos dela desenvolveram também. Senso de responsabilidade, (além das crianças especiais, eles cuidavam dos animais, porque era uma fazenda) senso de coletivo, senso de humanidade. Trabalhamos de 9 da manhã às 4 da tarde. E quanto mais eu via as pessoas se preocupando com os detalhes, pingando de suor, consertando e melhorando tudo na escola eu pensava: isso é amor.

Tem muita gente preocupada só com dinheiro e status. Tem muita gente preocupada só com o ego e a imagem no facebook e fora dele. Tem muita gente que não está preocupada com nada porque tem certeza que vai ter 12 anos para sempre. Mas também tem, aqui, aí e por todo lado, gente com fé em Deus e pé na tábua. Gente conectada com o que é bom, belo e verdadeiro nessa vida. Vamos escolher essas pessoas. Vamos pensar nessas pessoas. Vamos nos inspirar nessas pessoas. Até que um dia, essas pessoas sejam a maioria tão esmagadora, que vai ficar muito fora de moda não ser assim.

photo antes que eles crescam

Separei dois links com boas inspirações:
A Boa Notícia do Dia
CEO abandonou o posto para ser um pai melhor.

Um grande beijo e uma boa semana,

Cris Leão

10 pensamentos em “Fim de férias e recomeço

  1. Gostei muito do post, mas queria fazer uma resalva, sou mãe em tempo integral, meus filhos tem 7 e 2 anos, me preocupo demais com a educação deles, minha filha de 2 anos é autoritaria, as vezes faz birras, é cabeça dura e muitas vezes só faz o que quer. Luto diariamente com isso, tentando achar uma forma de contornar as situações e mostrar o que é certo. Tirando o fato de que o terrible two é uma coisa real, e ela esta passando por um “senhor terrible two” acho que tudo isso vem também do temperamento de cada criança, meu mais velho teve, desde o início a mesma educação nunca foi assim, pelo contrario é uma criança calma, concentrada, na dele, com poucos conflitos!
    Bom, isso é apenas uma reflexão, pois acho que existem muitos pais resposáveis comprometidos com a educação, mas não conseguem da melhor forma possível!

    • Oi Carolina, passo por esse mesmo conflito. Estou pensando num post sobre o assunto, inclusive. Mas a verdade que vc disse é o que tb penso: terrible two e cada um é diferente. E principalmente, menina é muito diferente de menino. A relação mãe e filha é diferente, né? Acho que elas nos testam o tempo todo. Por isso é importante vc se colocar. Não se deixar abater com essas birras. Sabe qual a melhor solução para birras que conheço? Ignorar. Elogie os bons comportamentos e ignore o maus. Ajuda muito! boa sorte.

  2. Como sempre amei seu texto!!! estou viciado neste blog, me identifico muito com o que você escreve..;

  3. Boa noite Cris,
    Estamos indo passar uma temporada em miami, pois gostaria que minha filha de 3 anos estudasse por um tempo nos EUA. Gostaria de saber se vc tem alguma indicação de boas escolas. Ainda não temos moradia definida, pois estou esperando definirmos a escola para continuar o restante. Obrigada
    Danielle

    • Oi Danielle, o assunto escola é extenso… Várias pessoas me perguntam sobre isso, mas não me sinto à vontade para dar essa opinião. (Por enquanto) Mas conheço um bom coach sobre o assunto que eu posso te indicar. Conheci ele em uma palestra onde haviam mais de 100 mães brasileiras aqui querendo saber sobre isso. Dá uma olhada e acho que compensa contratar esse serviço: http://www.educatesouthflorida.com/
      Boa sorte! Cris

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s