Home

Eu acordo todos os dias às 7 horas da manhã (sem reclamar porque no Brasil acordava 5:40), faço almoço correndo para as crianças levarem para a escola, ajudo a lembrar das coisas que é preciso levar, tento com calma 5 vezes e com menos calma umas 3 vezes fazer minha filha parar de brincar e terminar de se arrumar. No meio de tudo isso, claro que o pensamento “com que roupa eu vou” não é uma coisa que entra na lista. Pois hoje eu fui assim: além da calça legging que uso quase todos os dias porque é muito fácil de colocar, a camiseta que eu tenho há uns 6 anos e – um chinelo diferente em cada pé.

Voltando para casa, pensei como é frustrante não conseguir fazer as 32 coisas bem feitas. Cozinhar bem, ter a casa sempre arrumada, ser boa mãe, ser organizada, ser pontual, ganhar dinheiro, ter tempo para os amigos, fazer ginástica, estar sempre arrumada, cheirosa, maquiada e ainda lembrar de beber muita água. Sim, é uma piada. Estamos querendo demais. Pensando nas cobranças que me faço e especificamente de como me sinto feia ultimamente (as Havaianas também não estão ajudando) encontrei esse tesouro no blog A Cup of Jo. Espero que gostem como eu gostei. (O que segue é a minha tradução, o original em inglês está aqui)

Não faz nenhum sentido você se chamar de feia, porque na verdade você não se vê. Ninguém se vê dormindo na cama, enrolado e em silêncio com o peito subindo e descendo no seu ritmo único de respiração. Nós não nos vemos lendo um livro, olhos esvoaçantes e brilhantes. Você não se vê olhando para alguém com amor e carinho no seu coração. Não existe espelho no seu caminho quando você está rindo e sorrindo e a felicidade está transbordando de dentro de você. Você saberia exatamente como é brilhante e bonita se você se visse nos momentos onde você é verdadeiramente você.

Bom final de semana para todas nós mães, que fizemos da nossa beleza, o amor. Ele nunca sai de moda. ; )

Cris Leão

23 pensamentos em “Palavras sábias

  1. Muito bom texto Cris!!! Adorei, ri e me identifiquei! A parte do “tomar muita água” foi ótimo! Como lembrar disso meu Deus??!!! Hahaha mas tudo bem, “dizem” que as crianças crescem… Vamos aguardar. rs. Vc chegou a ver meu último email ? Beijos Natalia

  2. Sou nova por aqui…mas gosto muito!!! Sobre os questionamentos do texto..é muita coisa mesmo para uma pessoa só em dia com 24 hs. Gosto muito de pensar que exitem tempos e tempos.

  3. ai que delícia ler isso… me senti tão aliviada em meio ao “caos” do dia a dia de uma mãe como eu!!! obrigada querida por compartilhar essa experiência única em nossas vidas! realmente não dá pra abraçar o mundo, né?!
    valeu Cris… um abraço maternal!

  4. Super me identifiquei … até mesmo porque, eu estou naquele grupo que levanta às 05:40h e tenta diariamente chegar pontualmente com as crianças na escola às 07:15h. Dia desses, já na escola das crianças, me dei conta que estava com os chinelos do meu marido (03 números acima). Se quero tomar um banho e sair razoavelmente descente, e isso não inclui maquiagem e cabelos lindos, apenas cabelos molhados, preciso levantar às 05:20h. Ah … e ainda lembrar de beber água .. risos … Só nos resta rir, porque se ainda perdermos o humor, além de feias e desarrumadas, ficamos rabugentas.
    Grande abraço Cris!

  5. Que lindo!!!!!!! chorei chorei…durante o dia de hoje tudo que leio estou chorando… até com comercial de margarina… kkkkk coisas de mulher… a Cris tenho q te contar uma novidade, estou grávida denovo soube sábado… dessa vez… vou tentar fazer algumas coisas diferente… já que já sou mãe e já conheci vc aqui no blog… bjus!

    • Oi Lara! Que notícia boa! Parabéns! Então tem motivo para chorar, grávidas vêm gravidade em tudo. ; ) Eu quando li este trecho tb chorei. Mas é porque sou assim mesmo. Boa sorte! E pode ter certeza que o segundo é bem mais fácil. Beijo!

  6. Oi Cris, seu texto é fantástico! Reflete a realidade de muitas mães na dura rotina diária. E considerando, no meu caso, não poder dormir a noite toda por causa da outra filha ainda bebê.
    Estava aqui pensando e lembrando como era “fácil” sair apenas de camiseta e chinelo pra levar minha pra escola quando morava no Rio.
    Há cinco meses moramos em Mississauga, há 20 km de Toronto. O outono chegou!!!! E hoje amanheceu caindo floquinhos de neve pela segunda vez rsrsrsds. 0 grau com sensação de -5❄️⛄️❄️⛄️❄️. E são 4 camadas de roupas, antes do casaco maior, e isso inclui 4 calças e 4 blusas. Depois vem luvas, cachecóis, máscara, gorros, meias e botas.
    Dou sorte que o ônibus pega minha filha na porta do prédio, mas nem por isso tb não preciso me vestir pra guerra, digo, enfrentar o frio, rsrsrs. São cinco minutinhos que congelam na boa….
    Isso quando não preciso empacotar também a bebê de 14 meses pra ir junto rsrsrs. Aí fica tenso, colocar tanta roupa assim num bebê é uma luta…
    Não estou reclamando, apenas exemplificando, que hoje vejo, que antes o que achava ruim, ficou muuuito pior rsrsrs. Vantagem nisso tudo? Não se faz unhas dos pés, cabelo dentro de gorros super amassados, pijamas por debaixo das roupas de neve, etc kkkkk. Você pode ousar e até tentar combinar um cachecol com uma luva, mas a regra aqui é, livre-se do frio do jeito que puder. Rsrsrs
    Beijo em todas as mamães😘

    • Ai Rosilene, sabe que já morei 2 anos em NY e enquanto estava escrevendo, estava pensando nisso mesmo. Que bom poder sair de casa no outono de chinelo. Sei bem como é todo esse processo de coloca casaco, gorro, luvas, capa no carrinho… Afff. Mas por outro lado é tão bonito. Espero que estejam curtindo muito esse período dentro de casa.
      : ) beijo!

  7. Oi Cris! Estamos no mesmo barco… prioridade: dormir, descansar pra enfrentar as tarefas domésticas e 3 filhos, 1 + gêmeos kkkkk

  8. Cris, é exatamente o que eu penso. Não sobre ser feia, mas sobre fazer tudo ao mesmo tempo…bem feito! Essa configuração da vida nos engole e me faz sentir pequena e “insuficiente”. Sempre esquecemos de algo, sempre nos culpamos, nunca nos desligamos. Quem inventou essa estória de que mulher tem que fazer tudo? Ai se eu pego essa moça….rs

    bjs!

  9. Super me identifiquei com o texto Cris!
    Trabalhando fora, me sinto assim todos os dias…culpa pela ausência, culpa por todos os lados…
    Adorei o texto, obrigada por compartilhar!
    Bjs

  10. Realidades da maternagem! O essencial é invisível aos olhos…Dizem que devemos cuidar da gente primeiro, acredito que seja verdade! Mas quem é que consegue? rsrs Minha filha tem 7 meses e ainda estou na fase de ter dias em que não consigo nem tomar banho, quem dirá beber água! Beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s