Home

Escolher o amor também é abrir mão do ressentimento. Abrir mão daquilo que não cabe mais na mão. Abrir mão daquilo que já deixou de fazer bem faz tempo. E usar toda a força para fazer aquilo que é o certo a ser feito. Você sabe o que é certo – então faça.

É fácil perder a paciência. É fácil falar a primeira coisa que vem à cabeça. É fácil sentir antipatia. É fácil se afastar dos amigos quando eles estão com problemas. É fácil não atender aquele telefonema da amiga que está reclamando demais da vida. É fácil ignorar o outro. E achar que uma boa cerveja resolve tudo.

Difícil é amar as pessoas.“Eu sinto que não existe nada mais artístico do que amar as pessoas.” Vincent Van Gogh.

E amando as pessoas, difícil é saber onde parar e ter tempo e energia para amar a si mesmo. Não aquele amor que sai para fazer compras. Não aquele amor que justifica luxos e extravagâncias com o “eu mereço”. Mas o amor de honrar a si mesmo. Dizer não quando dizer sim está tirando toda a sua energia. E honrando a si mesmo, ter energia para lutar por aquilo que é importante para você.

Muito se diz sobre sonhos, muito se diz sobre ser feliz. Eu prefiro acreditar que na vida a gente precisa estar acordado o máximo de tempo que puder. Acordado até mesmo para enxergar que já tem mais do que o suficiente e então, agradecer. O excesso de distrações com a ideia de que é preciso sonhar, é preciso ser feliz, talvez deixe escapar coisas muito mais fundamentais: o presente e o que você precisa fazer com ele agora.

Sonhar com a felicidade é tão fácil. E temos tanta ajuda para isso: os filmes, a televisão, o discurso new age. Mas será que viemos a essa vida para fazer o que é fácil? Estão as formigas trabalhando de sol a sol, as abelhas em uma engenharia e mecânica perfeita, a natureza toda dando um show de união, perseverança e plenitude só para você, eu e todo mundo que é ser humano poder fazer o fácil?

Minha musa Maya Angelou diz assim: “Minha missão na vida não é meramente sobreviver, mas florescer; e fazer isso com alguma paixão, alguma compaixão, algum humor, e algum estilo.”

Fui a uma aula sobre o Terceiro Chakra ontem. O Terceiro Chakra é sobre “honrar a si mesmo”. E aqui abaixo estão as perguntas que precisamos nos fazer para acessar essa energia: a força do auto respeito.

Como diz minha terapeuta artística que trabalha com crianças: “A melhor mãe é aquela que está preenchida. A melhor educação é aquela que vem de alguém que está alimentado. Isso sim é um bom exemplo para darmos aos nossos filhos.” Se você já tem mais de 35 anos, como eu, já viveu bastante, já viu muito da vida e não pode ignorar que por trás daquela pessoa cheia de paparicos materiais, muitas vezes existe alguém extremamente deprimido e medicado. Nós já sabemos que a plenitudade não se conquista com coisas materiais. Então vamos arregaçar as mangas e fazer o que precisa ser feito?

Perguntas para auto análise – 3º Chakra (Faça essas perguntas em um ambiente relaxado, de preferência em contato com a natureza e com o silêncio. Melhor ainda, em meditação)

1 – Você gosta de si mesmo? Se não, quais são os aspectos que não gosta e por que? Você está trabalhando ativamente para mudar aquilo que não gosta em você?

2 – Você é honesto? Algumas vezes você deturpa a verdade? E se sim, por que?

3 – Você é crítico com os outros? Você precisa culpar os outros como uma maneira de proteger a si mesmo?

4 – Você é capaz de admitir quando está errado? Você é aberto a ouvir a opinião de outra pessoa sobre você?

5 – Você precisa da aprovação dos outros? E se sim, por que?

6 – Você se considera uma pessoa forte ou fraca? Você tem medo de cuidar de si mesmo?

7 – Você já se permitiu estar em um relacionamento com uma pessoa que não ama, mas parece ser melhor do que estar sozinho?

8 – Você se respeita? Você pode decidir fazer mudanças no seu estilo de vida e manter o compromisso?

9 – Você tem medo de responsabilidade? Ou você se sente responsável por tudo e por todo mundo?

10 – Você está sempre desejando que sua vida seja diferente? E se sim, você está fazendo alguma coisa para mudá-la, ou está resignado na situação?

Espero que essas reflexões ajudem alguns de vocês como me ajudaram. Essa professora tem a generosidade de dar aulas de meditação gratuita. Eu fico tão agradecida que tento aqui no blog, fazer com que a mensagem ajude ainda mais pessoas. Afinal, estamos todos conectados. Acredito nisso.

Não importa se o copo está meio cheio ou meio vazio. O importante é não perder a imagem da água.

Cris Leão

14 pensamentos em “A escolha do amor próprio

  1. Sim Cris não tenha dúvida que você me ajuda muuuuuiiiito com seus posts! estamos sim conectados, acredito nisso. como você disse nesse texto é mesmo muito difícil saber onde parar e ter tempo e energia para amar a si mesmo. Estou mesmo, numa fase assim, precisando ter tempo e coragem pra me amar eme respeitar. bjus

    • Tá sumida, Lara! Estava com saudade dos seus comentários. Espero que essas perguntas e a reflexão te ajudem. É um desafio e tanto. Para todas nós mães, principalmente. Beijo!

  2. Estou sempre a te escrever, mas a vida com três filhos (sendo um bebê de dois meses) e uma empresa tem me levado a toda hora fazer o mais urgente. Porém não posso mais adiar em dizer que muitos posts teus me tocaram profundamente! Sempre termino a leitura com muitas reflexões boas a fazer, seja concordando ou discordando, o que me ajuda a me entender. Tenha certeza que o tempo que dispende com o blog traz ganhos para muitas pessoas. Eu já tenho uma coleção de posts preferidos, os quais estou sempre a reler. Parabéns pela tua caminhada! Forte abraço ; )

    • Obrigada pelo comentário. Tenha certeza que é muito importante para mim saber o que os textos provocam do outro lado. Forte abraço!

  3. Sensacional, muito no que pensar e no meu caso ainda muito a ser feito. Há algum tempo atrás me violar era uma constante, e esse aprendizado de respeito próprio, foi o que me fez dar uma “guinada” geral na minha vida. Hoje entendo o quanto é importante estar preenchida e o quanto isso vai refletir na minha família. Esse, acredito ser um exercício diário na vida . Seu blog a cada dia acrescenta significados à minha vida ! Obrigada, bjuu

  4. Sinto que gostar de mim mesma faz minha família feliz! Que ironia, não preciso pensar em agradá-los o tempo todo ou atender às necessidades deles para que sejam felizes se me fizer feliz primeiro.
    Textos lindos, gosto muito!!! Aprendo muito e reforça conceitos que já acreditava. Me faz muito bem!!!! Obrigada!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s