Home

Ontem fui ao médico. Ele é indiano. Viu meus exames de laboratório, não viu problema algum, mas depois me examinou do jeito dele e disse: “Por que você está tão esgotada?”

Eu levei o maior susto. Que motivo tenho eu para estar esgotada? Tenho casa para morar, tenho cama para dormir, chuveiro para tomar banho, comida para comer. Mas ouvindo isso de um médico com aquele sotaque indiano que faz tudo parecer um mantra, eu tinha que responder alguma coisa. Falei o que me veio à cabeça:

– Sabe qual é meu problema, doutor? Eu penso demais. Fico o tempo inteiro pensando.

– Pensa o que, por exemplo?

– Ah, penso nas coisas que não fiz.

– E nas coisas que você fez, você pensa?

Não. Eu não penso.

O médico então falou: esse tipo de cobrança é como auto tortura e as pessoas que são assim, sempre foram assim. Acontece que o corpo com a idade vai perdendo a força para lutar contra essa tortura e vai se machucando por dentro. Mas como mudar um tipo de atitude que parece ser involuntário? Estar alerta já é o começo. Você sabe que sempre podia ter feito mais. Se fez mil coisas, pensa que podia ter feito dois mil. Então sempre que começar com esses pensamentos, faça uma lista das coisas que você fez. E do lado, uma lista das que não fez.

Só de ter tido essa conversa, eu já me senti diferente. Fiz o jantar sem pressa. Depois, olhei para aquele monte de louça suja em cima da pia, a bagunça na sala, mas lembrei que tinha acordado às 6:30 da manhã, tinha feito almoço, tinha levado as crianças para duas escolas diferentes, tinha trabalhado e não tinha parada um minuto. Então me dei o luxo de não pensar em nada.

Se render é viver o presente, é não tentar escapar da vida, é mergulhar, é aprender e entender que temos limitações. Não existe nada de errado nisso. E seu corpo agradece.

Nesse dia das mães, desejo que todas as mães parem de pensar em tudo o que não tem conseguido fazer e olhem para o que tem feito. E se deixem render nos abraços.

Envio daqui um grande abraço para todas vocês que dividem comigo essa experiência mágica e intensa. Tenha um ótimo Dia das Mães.

foto coroa antes que eles crescam

Ps: Essa coroa da foto, minha filha fez e me deu. E divido com vocês para se lembrarem de que no olhar das crianças, a gente vale muito mais do que imagina. 

Por Cris Leão

20 pensamentos em “Presente para o Dia das Mães

  1. Cris, eu geralmente recebo os teus posts por email, leio (ou guardo para ler depois) e sigo fazendo minhas mil tarefas diarias. Hoje ao te ler parei tudo e vim te escrever. Ja encontrei um medico indiano que me fez perguntas inesperadas como o teu, minhas consultas com ele eram muito mais para trocar figurinhas de lugares para viajar do que para fazer o acompanhamento sugerido por um problema relacionado ao anticoncepcional que eu tomava (uma longa historia quase tragica com final feliz). Esse olhar diferenciado do outro faz acordar algo em nos, certo? Faz vir a superficie aquelas verdades que a gente sabe mas que vai deixando pra encarar mais tarde porque quer fazer o possivel e o impossivel. Tambem sei que preciso tirar o pe do acelerador, meu corpo tem reclamado, mas eh tao dificil… Quando vejo o caos tomando conta me atucano mais do que quando faco as mil coisas ao mesmo tempo, dificil encontrar o ponto de equilibrio, mas sigo buscando, sigo me policiando, a gente chega la!

  2. Ah Cris, que lindeza! Fiquei cheia de lágrimas com o seu “PS”. Hoje pela manhã pensei algo parecido com o que seu médico falou. Pensei assim: “Minha vida é muito boa e fiz coisas legais. O que não fiz, por inexperiência, procrastinação, preguiça, falta de clareza e blá-blá-blá… deixa pra lá.” É bom demais este exercício de se desapegar dos pensamentos que não nos levam a nada. Beijo. Feliz Dia das Mães!

  3. Ahhh… De todas as mensagens de Dia das Mães que li, essa me deu vontade de compartilhar com cada uma das mães que conheço… Queria que isso fosse um mantra mesmo… Tenha calma!! Você fez o seu melhor!! Relaxe e procure ver a vida com os olhos de seu filho… Enfim!!
    Obrigada por compartilhar conosco essa experiência!!
    Um beijo

  4. Como sempre, vc vai direto ao ponto! Semana passada fiz essa reflexão e comecei a parar de pensar no que não fiz! Feliz Dia das Mães!

  5. “O mestre não espera nada, não busca nada.
    Apenas está presente.
    E pode acolher bem todas as coisas.” Osho
    A gente vai tentando… Quem sabe um dia a gente aprende. Outro post maravilhoso. Obrigada!
    Feliz dia das mães!
    Outro beijo!

  6. Isso parte do mesmo princípio de: “Quando nos comparamos com alguém, comparamos o pior de nós com o melhor do outro.”
    É bem isso, esquecemos de tudo o que fizemos porque não aceitamos fazer 98% nunca!
    Na verdade, a gente se cobra muito mais do que os outros!
    Estou numa fase dessas, deixei tudo para ser 100% mãe, esposa.. E agora me sinto mal, mesmo estando satisfeita e colhendo os bons frutos dessa escolha!
    Mas.. Decidi olhar o melhor das outras..!
    Enfim, lindo texto, como sempre!
    Adoroooooo, beijos!

    • Obrigada, Clarice! É isso mesmo que você falou. Vamos nos cobrar menos! Afinal, o que a gente acha que é? ; ) Beijo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s