Home

“Você não nasceu para ser perfeito, você nasceu para ser real.” Acabo de ver essa frase e é ela que me trouxe até aqui. Nessa época do ano não são só as sacolas de compras que pesam, pesa também tudo aquilo que não saiu como a gente queria. Esse para mim foi o ano do batuque das portas. Nunca em 39 anos tanta porta tinha fechado na minha cara. Eu fico perguntado porque. Por que eu sei que tem um motivo. Sempre tem.

“Você não consegue tudo aquilo que quer, mas no fim percebe que você conseguiu aquilo que precisava.” É assim na música dos Rolling Stones e é assim na vida também, não é? Pensa bem, quantas vezes.

No fim da semana passada aconteceu uma coisa chata, que eu não esperava. Não vou contar para não ficar muito longa a história e não importa. Foi uma porta na cara. (mais uma) Só que dessa vez envolvia minha família também. Então comecei a me questionar. E quando você está fragilizada, quando você quer colo, quando você começa a achar que está fazendo tudo errado (não um pouco, ou só ali, mas TUDO errado) as coisas começam a desandar de verdade. Então apareceram no final de semana, briguinhas entre as crianças, birras, um monte de coisinha chatinha e o peso nos ombros começou a doer. Mas o calendário continua. Sábado teve festinha de aniversário para a Maria Teresa, futebol para o João e lá estava eu. No domingo, depois das primeiras birras eu vi que não conseguia mais cumprir o calendário. Eu sou calma. Igual um vulcão. Coloquei minha roupa de ginástica e fui andar de bibicleta. Por um segundo, me senti mal vendo os três indo (de novo) no futebol do João. Mentira. Não senti mal. Senti muito bem. Andar de bibicleta me faz um bem danado. Voltei e continuei fazendo o meu dia. Deitei e liguei a televisão para assistir meu seriado favorito (Transparent). Sabe quando eu faço isso? Nunca. E me fez um bem danado.

Eu sei que parece frase de papel de carta, ou chiclete, mas a gente precisa se amar primeiro para depois amar outra pessoa. A gente não precisa se amar demais, nem o tempo todo. Mas a gente precisa se amar.

O final de semana acabou com nós 4 deitados no quintal assistindo uma chuva de meteoros que eu sabia que ia acontecer naquela noite. Foi lindo. Ao invés de uma estrela cadente, 2 estrelas a cada minuto e tinham cores diferentes. Naquele momento, tudo se acalmou dentro de mim. E o nosso elo se refez. Naturalmente. No dia seguinte, depois da escola o João falou com alegria e surpresa: “Mãe, ninguém sabia que ontem ia ter uma chuva de meteoro! Ninguém viu!” E eu que estava me sentindo péssima, senti um certo orgulho. Afinal não estou errando em TUDO quanto parecia.

“Mãe, a gente só sabia da chuva de meteoro porque eu falei com você que queria muito ver um meteoro caindo?” Eu respondi: “Não. Você falou isso e por coincidência minha amiga que mora numa fazenda comentou que estava vendo meteoros caindo então eu fui pesquisar e descobri que ia ter e seu pai descobriu a hora exata. Foi um trabalho em equipe.”

Nesse final de ano que a gente entenda que não é sempre sobre “você”, é sempre um trabalho em equipe. E as portas que se fecham às vezes são um trabalho das estrelas. A gente pode querer controlar as estrelas, mas é muito mais bonito vê-las fazer seu trabalho. (você pode fazer um pedido!)

“Renda-se, como eu me senti. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento.” Clarice Lispector

Um bom Natal para todos!

Que a luz do menino Jesus encontre abrigo no coração de cada um de nós e faça nascer uma criança cheia de esperança e de amor.

Aqui vai a oração do Rudolf Steiner para o Natal. Acho tão linda que nunca me canso dela.

“Se quisermos festejar o Natal
De modo Cristão, deve existir,
Em nós próprios um Pastor e um Rei.

Um Pastor que ouve o que outras
Pessoas não ouvem, e que,
Com todas as formas da dedicação
Mora logo abaixo do Céu estrelado,
A esse Pastor, anjos anseiam por revelar-se.

E um Rei que distribui dádivas
Que não se deixa guiar por nada mais
A não ser pela estrela das alturas.
E que se põe a caminho,
Para ofertar todas as suas dádivas,
Ao pé de uma manjedoura.

Mas além do Pastor e do Rei,
Deve existir em nós também uma criança
que quer nascer agora! ”

Por Cris Leão

10 pensamentos em “Fim de ano

  1. Muito legal o seu texto (como sempre). É esse o tipo de situação que me faz pensar que muita coisa é universal: não só os obstáculos, mas também os prazeres! =)

  2. Cris, lindo! Gostaria de me lembrar mais vezes dessas coisas, sobretudo quando as pessoas (e eu própria) se esquecem de que sou real.
    Desejo Natal recheado e paz, harmonia e cumplicidade para você e para sua família!

  3. Feliz Natal, Cris!!!
    Que as estrelas continuem te inspirando e te protegendo!!!
    Bjs!!
    PS: Nossa escola em 2016 é Waldorf!! Chama Alecrim Dourado e fica no Ipiranga.
    Gratidão!!!
    Mil bjs,
    Gabi Marcon Manfrim

    Enviado do meu iPhone

    >

  4. Olá Cris, já há algum tempo você chegou até mim através de seus textos, indicado por uma amiga. Em nenhuma vez que a li não foi um presente, na hora exata o conteúdo do que eu li. Obrigada. Que você continue chegando às pessoas pelo seu dom, sim seu dom. Um Natal cheio de amor para você e os seus. Um beijo. Cris Sech

  5. Lindo texto Cris! Um abraço e obrigada por compartilhar suas verdades. E da próxima vez que souber dos meteoros, por favor nos avise, quero poder proporcionar para minhas filhas e para mim também um momento de esperança e de renovo.
    Feliz Natal!

  6. Olá seus textos como sempre, inspiradores. Recebo os posts por email e sempre chegam em boa hora.Moro na Austrália, longe da maior parte da família e me identifico muito com a maioria dos seus posts. Parabéns a você, pela garra e determinação e obrigada por dispender seu precioso tempo nos inspirando. Feliz Natal e Feliz ano novoca você e toda a família. See you in 2016.

  7. Cris querida, que você tenha um Feliz e abençoado Natal!!! Obrigada por nos enriquecer com seus ensinamentos e nos trazer a realidade da maternidade.
    Você é uma pessoa especial!!! Adoro vc!
    Um beijo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s